sábado, 28 de agosto de 2010

a saga da orelha


Quando conheci o Bidu ele chegou com um treco na orelha.O criador me explicou que era uma tala e que após 1 mês poderia remover.Eu fiz isso,embora o bidu tenha odiado tirar aquele esparadrapos da orelha.A orelha ficou empezinha,só que no dia seguinte...toim........ela caiu.E agora?O que eu faço?Aqui nesse fim de mundo não tem petshop,veterinário ou qualquer pessoa que me ajude.Corri p/internet e aprendi a fazer a tala.Recoloquei.Ele ficou bastante tempo com a talinha.Fui p/BH e o VET tosou a orelhinha p/o pelo não pesar(Bidu ficou igual a um morcego).Removi a talinha em Fevereiro.Quase cinco meses após seu nacimento.Mas valeu a pena.A orelhinha ficou linda em pé.

fotinha atual



Fotinha do bibi tirada hoje(com exatos 11 meses de vida) após banho,secador e perfume.Eu que fiz tudinho.To ficando craque!!!Só falta aprender tosar.
Obs:Gente!!!!!Bidu foi o york do dia do site PEQUENOGRANDECAO.To quase explodindo de tanta corijisse!!!!!

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

O confinamento



Nas primeiras noites Bidu me deu muito trabalho.Quando acordava a noite disparava a chorar(Eu fiz a técnica do confinamento p/ele aprender a fazer xixi e coco no jornal).Ele queria a minha presença e não queria nem um pouco ficar preso.E nesse começo o marido ainda o chamava de "o cachorro" então eu fazia de tudo para q o choro do Bidu nao o incomodasse.Levantei varias vezes e em muitas noites para pegar o bibi no colo e fazê-lo parar de chorar.Foram nesses momentos que tive certeza de ter arrumado um filho canino...Mas O Bidu aprendeu rapidinho a fazer xixi e coco no jornal E ADEUS CONFINAMENTO!!!

Lar Doce Lar...


A etapa do onibus tinha acabado,agora era a "etapa maridao".Antes de mais nada eu gostaria de esclarecer que ao me casar fui morar na cidade natal do meu marido que e' onde Judas perdeu as meias esquina de onde o vento faz a curva.Aqui não tem pet shop,e a ração melhorzinha que vende por aqui chama-se PIT (Olha o nivel...).Entao toda vez que vou em BH tenho que comprar aqueles sacos gigantes de royal cannin p/york.Bom, Continuando...O maridao foi me buscar de carro na pseudo-rodoviaria e no caminho p/casa ele, de um modo polido, disse que aceitava o "cachorro" mas que eu não esperasse dele nenhum afeto com o "cachorro" pois ele não gostava de ter contato afetuoso com animais.Nos dias seguintes ele se referia ao bibi como "o cão"...alguns dias passaram e aquele cachorrinho foi conquistando o maridao.E hoje os dois são um love só.Os dois se interagem de uma maneira incrível.O maridao deixou de chamar o Bidu de "o cão" e passou a chama-lo de biduzinho.Bidu quando esta com Márcio fica hipnotizado...deita de barriguinha p/cima...faz dengo...e Márcio corresponde com todo carinho...faz cosquinha...carrega no ombro...faz carinho...brinca...Pena que comigo o Bidu não fica quieto um minuto...não mostra a barriguinha,nem fica hipnotizado...OK, confesso!!!Eu tenho ciumes por ficar de fora as vezes!!!!Mas também fico comovida de vê-los tão felizes juntos.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

continuando...


A noite de sábado p/o Domingo eu mal dormi de preocupação...medo do motorista ou do trocador perceberem q eu estava ali com um cachorrinho.Coloquei Biduzinho dentro de uma sacolinha de Dentista(minha profissão)que e' durinha em baixo e abre completamente por cima.Quando eu fui entrar no onibus tive que fecha-la toda mas assim que eu sentei abri tudinho.Coloquei minha mochila na poltrona ao lado e implorei a Deus p/que ninguém tivesse comprado passagem para aquele lugar.Eu tive tanta sorte que tudo correu perfeitamente.biduzinho ficou tranquilo(babou um pouquinho porque ficou meio enjoado-ate hoje ele enjoa em viagens),ninguém sentou ao meu lado,e sempre que o trocador passava eu jogava a blusa de frio em cima da cabeça do bibi.chegando em casa foi a hora de ver qual seria a cara do maridao...

terça-feira, 24 de agosto de 2010

foi assim...

Tudo começou no fim de 2009.foi num passeio em BH na casa dos meus pais que eu decidi comprar meu York.Sempre quis ter um,mas minha mãe sempre dizia que"quando eu tivesse minha casa eu poderia ter o que eu quisesse,mas que antes disso ela não queria mais cachorrinho".Tínhamos um pincher que viveu 14 anos.E depois que ele morreu o pessoal la de casa ficou meio desanimado de ter um novo cachorrinho.Passaram-se cinco anos ate que eu casei,mudei e realizei meu sonho de ter um york.Comprei o Biduzinho em um canil de BH.Foi um dilema...papai me incentivando e mamãe me desanimando,ate q eu decidi:-Ou vai ou racha!!!!!Comprei!!!E agora como vou leva-lo p/o interior que eu moro?Eu ia embora na manha seguinte(num Domingo)e como ele chegou sábado a noite não dava mais tempo de ir no veterinário...e tinha mais um pequeno probleminha...eu não contei p/o maridao q teríamos um novo morador na nossa casa... continua...